Pular para o conteúdo principal

Como criar e preencher seu próprio formulário PDF com Java



Introdução

Neste tutorial, você irá aprender como preencher um documento PDF com o Java utilizando a biblioteca PDFBox. Além disso você verá como criar seus próprios formulários ou adicionar campos editáveis a um documento PDF existente.

Criando um formulário simples

Para criar um formulário, vamos utilizar o LibreOffice Draw
Exiba a barra de ferramentas de formulário. Menu View > Toolbars > Form Controls



Em um documento em branco, insira dois campos de texto:



Exiba as propriedades do campo de texto:



Renomeie os campos para 'txt_1' e 'txt_2' respectivamente. Deixe também a propriedade 'Read-only' como 'yes'.
Exporte o documento como PDF. O meu está como '/tmp/pdf-java.pdf'
O meu template ficou assim:



Preenchendo o PDF pelo Java

Crie um novo projeto Java com maven e inclua a dependência abaixo:
<dependency>
    <groupId>org.apache.pdfbox</groupId>
    <artifactId>pdfbox</artifactId>
    <version>2.0.16</version>
</dependency>
Crie uma classe Java com o código abaixo:
public static void main(String[] args) {
    try {
        PDDocument pDDocument = PDDocument.load(new File("/tmp/pdf-java.pdf"));
        PDAcroForm pDAcroForm = pDDocument.getDocumentCatalog().getAcroForm();
        PDField field = pDAcroForm.getField("txt_1");
        field.setValue("This is a first field printed by Java");
        field = pDAcroForm.getField("txt_2");
        field.setValue("This is a second field printed by Java");
        pDDocument.save("/tmp/pdf-java-output.pdf");
        pDDocument.close();
    } catch (IOException e) {
        e.printStackTrace();
    }
}
Execute o programa e veja o resultado:



Lembre-se, o arquivo de final foi salvo em: "/tmp/pdf-java-output.pdf"

Código fonte completo no github:

https://github.com/sandrogiacom/pdf-java

Conclusão

Neste pequeno tutorial, aprendemos como preencher um PDF a partir de um template PDF criado com o LibreOffice Draw. Use a sua criatividade para criar belos templates, fazer automação, criar arquivos em lote.

Deixe nos comentários qual seria seu caso de uso.

Até a próxima!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Certificação Java 11 - O que mudou

Certificação Java 11 - O que mudou A Oracle liberou recentemente uma atualização das suas certificações Java para atender a nova versão Java 11  LTS (Long Term Support) . Mas o que muda em relação a certificação Java 8? Preciso me atualizar? Por onde começo?  Neste post, vamos responder estas e outras questões sobre essa nova série de certificações. Caso você não tenha acompanhado a série sobre certificação, recomendo a leitura dos posts anteriores: https://www.guiadojava.com.br/2018/06/guia-da-certificacao-java-se-8.html Também temos um bate papo com os maiores especialistas de Java do mercado. Assista o replay aqui: https://events.genndi.com/replay/169105139238448348/23a5b3a7b0/0/83729443273C Nomenclatura e requisitos A partir de agora, você não receberá o certificado se fizer apenas a primeira prova, como era no Java 8 (1Z0-808 - Java SE 8 Programmer I). Você terá que fazer duas provas para obter o certificado " Oracle Certified Professional: Java SE 11 Dev

JDK 18: Os novos recursos do Java 18

JDK 18: Os novos recursos do Java 18 Com o lançamento em março, o Java 18 incuba uma API vetorial , disponibiliza o “pattern matching for switch statements” como preview feature, adota UTF-8 como o conjunto de caracteres padrão e inclui um servidor web simples. O Java Development Kit (JDK) 18 está programado para ser lançado em 22 de março de 2022. A nova versão do Java padrão terá nove novos recursos, com o conjunto de recursos congelado em 9 de dezembro. O JDK 18 passou para um estágio de release candidate, após duas fases de rampdown realizadas entre dezembro e fevereiro. Um segundo release candidate está previsto para 24 de fevereiro. As atualizações do Java padrão são lançadas a cada seis meses, com a versão mais recente, JDK 17 , chegando em setembro de 2021. A página OpenJDK lista os seguintes recursos como direcionados oficialmente ao JDK 18: uma interface de provedor de serviços, um servidor web simples, uma terceira incubação da API vetorial, trechos de código, uma

Java Records

  Java Records Imutável, Simples e limpa Esta funcionalidade da linguagem apareceu pela primeira vez na versão 14 como experimental e assim continuou até a versão 15 . Agora liberada de forma definitiva no Java 16 . O objetivo é ser possível ter classes que atuam como portadores transparentes de dados imutáveis. Os registros podem ser considerados tuplas nominais. Ou seja, após criado, um record não pode mais ser alterado. Records oferece uma uma sintaxe compacta para declarar classes que são portadores transparentes para dados imutáveis superficiais visando reduzir significamente o detalhamento dessas classes e irá melhorar a capacidade de leitura e manutenção do código. Vamos seguir um exemplo de uma classe chamada Pessoa . O primeiro exemplo vamos utilizar o modo tradicional. public class Pessoa { private String nome; private int idade; public Pessoa (String nome, int idade) { super (); this .nome = nome; this .idade = idade; } public String getNo