Pular para o conteúdo principal

Iniciando com o OpenJDK 11 - Parte 1

Iniciando com Java 11 - Parte 1


Este post tem como objetivo ajudar na utilização do Java 11 com o OpenJDK, mas sem precisar remover o Java 8 ou comprometer seu ambiente atual. Vamos trabalhar com as duas versões e migrar as aplicações aos poucos. Assumindo que você já possui um ambiente de desenvolvimento com Java 8 e Maven. Nos exemplos, estarei utilizando o Linux Mint.

Instalando o OpenJDK 11 junto com o JDK 8

A ideia é manter a versão atual do seu Java, instalar o JDK 11 e rodar uma versão ou outra conforme a necessidade do projeto. Veremos como é fácil administrar isso com algumas ferramentas. Quando me referir a Java 11, JDK ou OpenJDK, sempre estarei me referindo ao OpenJDK 11.

Instalação

É comum termos problemas quando temos mais de uma versão do Java na mesma máquina. Para resolver isso, acabamos fazendo vários scripts para alterar o JAVA_HOME, utilizamos o framework alternatives e muitas vezes precisamos reiniciar a sessão do usuário para que as alterações tenham efeito.
Download do OpenJDK:
$ wget https://download.java.net/java/GA/jdk11/13/GPL/openjdk-11.0.1_linux-x64_bin.tar.gz
$ sudo tar xvf openjdk-11.0.1_linux-x64_bin.tar.gz --directory /usr/lib/jvm/
Depois disso, se rodar o comando "java -version" verá que nada mudou e continuamos com o Java 8:
$ java -version
java version "1.8.0_191"Java(TM) SE Runtime Environment (build 1.8.0_191-b12)Java HotSpot(TM) 64-Bit Server VM (build 25.191-b12, mixed mode)
O maven também continua lá com o Java atual:
$ mvn -version
Apache Maven 3.5.4 (1edded0938998edf8bf061f1ceb3cfdeccf443fe; 2018-06-17T15:33:14-03:00) Maven home: /opt/maven Java version: 1.8.0_191, vendor: Oracle Corporation, runtime: /usr/lib/jvm/java-8-oracle/jre
Para verificar se o Java 11 está ok, basta rodar o comando:
$ /usr/lib/jvm/jdk-11.0.1/bin/java -version
openjdk version "11.0.1" 2018-10-16 OpenJDK Runtime Environment 18.9 (build 11.0.1+13) OpenJDK 64-Bit Server VM 18.9 (build 11.0.1+13, mixed mode)
Pronto! Temos as duas versões do Java na mesma máquina, e agora?
Assumindo que a maioria dos nossos projetos estarão com Java 8 por algum tempo, vamos definir esta versão como a "global" e o Java 11 como a versão "local".

jEnv


jEnv é uma ferramenta de linha de comando para ajudá-lo a esquecer como definir a variável de ambiente JAVA_HOME. É uma a ferramenta que permite configurar versões do Java de forma global ou local.

Assumindo que já temos o Java 8 instalado e configurado utilizando com o maven por exemplo.

Instalando o jEnv:

Esta ferramenta está disponível apenas para Linux e Mac. Para instalar no Linux, siga os passos abaixo (assumindo que tenha o git instalado):

$ git clone https://github.com/gcuisinier/jenv.git ~/.jenv

$ echo 'export PATH="$HOME/.jenv/bin:$PATH"' >> ~/.bash_profile
$ echo 'eval "$(jenv init -)"' >> ~/.bash_profile
Caso use o Zsh
$ echo 'export PATH="$HOME/.jenv/bin:$PATH"' >> ~/.zshrc
$ echo 'eval "$(jenv init -)"' >> ~/.zshrc
Feche o terminal e abra novamente. Execute o comando jenv
Se tudo estiver ok, Deverá exibir a mensagem "jenv" + "versão". Ex: jenv 0.5.1-5-gaf89d78

Caso não funcione, execute o passo 2, para o bashrc em vez do bash_profile
$ echo 'export PATH="$HOME/.jenv/bin:$PATH"' >> ~/.bashrc
$ echo 'eval "$(jenv init -)"' >> ~/.bashrc

Adicionando as versões do Java ao jEnv:


Java 8:
$ jenv add /usr/lib/jvm/java-8-oracle
Java 11:
$ jenv add /usr/lib/jvm/jdk-11.0.1
Verificando as versões:

$ jenv versions
  system
  11.0
  11.0.1 (set by /home/sandro/.jenv/version)
  1.8
  1.8.0.191

Executando

Supondo que você precise manter o Java 8 como padrão para as aplicações legadas e utilizar o Java 11 em determinados projetos ou diretórios.

Definindo a versão global:

$ jenv global 1.8.0.191
Definindo a versão local (por diretório):
$ jenv local 11.0.1

Criando um projeto Java 11

Para testar, vamos gerar um projeto Spring Boot para Java 11 e compilar.
Acesse https://start.spring.io/
Defina o projeto conforme as especificações acima. Clique em Switch to the full version. Em Java version, selecione Java 11 e gere o projeto. Será feito o download de um arquivo .zip
Crie uma pasta chamada java11. No meu caso, ficou assim:
$ /home/sandro/Downloads/java11
Se você digitar java -version, verá que estamos na versão 8 que é a global. 
Tente compilar o projeto com o maven:
$ mvn clean install
Verá que um erro será gerado:
[ERROR] Failed to execute goal org.apache.maven.plugins:maven-compiler-plugin:3.8.0:compile (default-compile) on project java11: Fatal error compiling: invalid target release: 11 -> [Help 1]
O maven requer a versão 11 do Java, pois está configurado no pom.xml
Para que este diretório sempre execute o Java 11, defina a versão local:

jenv local 11.0.1
Agora tente compilar o projeto novamente. Deverá compilar com sucesso!
A partir deste momento, não precisaremos mais nos preocupar em configurar o Java no terminal.

Você ainda vai precisar configurar a sua IDE de desenvolvimento para dar suporte também ao Java 11. No caso de estar utilizando o IntelliJ, importe o projeto maven e depois acesse File > Project structure e adicione o Java 11 na plataforma:

Agora você deverá conseguir compilar e rodar o projeto Java 11 pela própria IDE.
Por hoje é só. Instalamos o Java 11 sem comprometer o ambiente que já está funcionando com o Java 8. Instalamos e configuramos a ferramenta jEnv, geramos e compilamos um projeto Java 11. No próximo post, vamos analisar uma aplicação Java 8 e verificar se podemos rodar ela no Java 11.

Caso tenha alguma dúvida ou problema, deixe nos comentários. Bons estudos e até a próxima!




Comentários

  1. Bom dia ! Já que o Oracle não distribui mais o jre acima da versão 8 do Java, como fazer para utilizar o Openjdk 11 ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Oracle continua distribuindo a JRE normalmente. Você só não pode usar em produção e versões mais antigas voce deve pagar suporte para receber atualizações. Utilize o próprio OpenJDK(https://openjdk.java.net/) ou o AdoptOpenJDK (https://adoptopenjdk.net/) que é o mesmo JDK/JRE

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Certificação Java 11 - O que mudou

Certificação Java 11 - O que mudou A Oracle liberou recentemente uma atualização das suas certificações Java para atender a nova versão Java 11  LTS (Long Term Support) . Mas o que muda em relação a certificação Java 8? Preciso me atualizar? Por onde começo?  Neste post, vamos responder estas e outras questões sobre essa nova série de certificações. Caso você não tenha acompanhado a série sobre certificação, recomendo a leitura dos posts anteriores: https://www.guiadojava.com.br/2018/06/guia-da-certificacao-java-se-8.html Também temos um bate papo com os maiores especialistas de Java do mercado. Assista o replay aqui: https://events.genndi.com/replay/169105139238448348/23a5b3a7b0/0/83729443273C Nomenclatura e requisitos A partir de agora, você não receberá o certificado se fizer apenas a primeira prova, como era no Java 8 (1Z0-808 - Java SE 8 Programmer I). Você terá que fazer duas provas para obter o certificado " Oracle Certified Professional: Java SE 11 Dev

JDK 18: Os novos recursos do Java 18

JDK 18: Os novos recursos do Java 18 Com o lançamento em março, o Java 18 incuba uma API vetorial , disponibiliza o “pattern matching for switch statements” como preview feature, adota UTF-8 como o conjunto de caracteres padrão e inclui um servidor web simples. O Java Development Kit (JDK) 18 está programado para ser lançado em 22 de março de 2022. A nova versão do Java padrão terá nove novos recursos, com o conjunto de recursos congelado em 9 de dezembro. O JDK 18 passou para um estágio de release candidate, após duas fases de rampdown realizadas entre dezembro e fevereiro. Um segundo release candidate está previsto para 24 de fevereiro. As atualizações do Java padrão são lançadas a cada seis meses, com a versão mais recente, JDK 17 , chegando em setembro de 2021. A página OpenJDK lista os seguintes recursos como direcionados oficialmente ao JDK 18: uma interface de provedor de serviços, um servidor web simples, uma terceira incubação da API vetorial, trechos de código, uma

Java Records

  Java Records Imutável, Simples e limpa Esta funcionalidade da linguagem apareceu pela primeira vez na versão 14 como experimental e assim continuou até a versão 15 . Agora liberada de forma definitiva no Java 16 . O objetivo é ser possível ter classes que atuam como portadores transparentes de dados imutáveis. Os registros podem ser considerados tuplas nominais. Ou seja, após criado, um record não pode mais ser alterado. Records oferece uma uma sintaxe compacta para declarar classes que são portadores transparentes para dados imutáveis superficiais visando reduzir significamente o detalhamento dessas classes e irá melhorar a capacidade de leitura e manutenção do código. Vamos seguir um exemplo de uma classe chamada Pessoa . O primeiro exemplo vamos utilizar o modo tradicional. public class Pessoa { private String nome; private int idade; public Pessoa (String nome, int idade) { super (); this .nome = nome; this .idade = idade; } public String getNo